Tirar água de pedra

CidadeSeca

Acredita-se que esta expressão venha da bíblia quando Moisés no deserto feriu uma pedra com seu cajado e dela saiu água para matar a sede do povo. Agora, se o impossível não existe, fico a pensar o que seria mais difícil! Bem, faço parte desta seleta massa de paulistanos castigados pela falta da água, Justamente por conta deste digamos despreparo, relato uma situação um tanto mácula que passei dias destes, minha esposa deitada com febre às alturas encarregou-me de uma atividade barbada, lavar toda a louça da pia! Explico:

Separei copos, talheres, panelas, Tupperwares (odeio esses plásticos) e de repente abrir a torneira Epa! Um frio mortal subiu da espinha até o cérebro bloqueando minha capacidade de reação, cadê a água? Que raios irei fazer com as mãos e todos esses copos ensaboados? Pensa num homem deste tamanho sem saber o que fazer, meus pés travaram não saiam do lugar, não é falta de prática em lavar a louça não, essa atividade já faz parte da vida de casado, quando possível ajude! Quando não tire o pó dos móveis!

Nunca na história de lá vai fumaça de casado isso tinha ocorrido, acabar a água enquanto lava a louça? Nunca! Alguns amigos dizem que é bem pior quando se toma banho no inverno. Imagina? Enfim, testei as torneiras do tanque e do lavatório e nada da água, era o fim mesmo. Toda teoria é ficção até que se prove na prática.

Juro que pensei em enxaguar todos aqueles copos com a água gelada das garrafas na geladeira, mas pensei se eu jogar fora que água iremos beber quando der sede? Doeu-me a consciência pensar assim, mas não fiz. Justo agora que a água acabou está me dando uma sede daquelas, parece que dobrou a temperatura lá fora! Ainda cheguei a pensar: “Ela pode acordar a qualquer momento e ver que eu não dei conta de meia dúzia de copos”. Fiz outras atividades que não dependiam da água, ou seja, tirar o pó. Fiquei matutando à tarde, enquanto a água não retornava: Mesmo quando se por hábito reclamamos dos racionamentos, das multas, do carro sujo do vizinho, não pensamos que o pior atravesse os muros de nossos lares e atinja até uma das suas necessidades mais básicas.

 Se você passa por situação parecida torna-se vigilante de suas ações, cria autodisciplina e com o uso moderado você percebe a economia que faz no final do mês, enxerga o alto custo do produto e a importância dele para o seu bem estar, da sua família e também da sociedade. Reforço neste espaço à importância de um uso consciente da água um bem tão escasso hoje em dia, a falta dela já não é mais uma teoria e sim uma realidade! Não conhecemos ainda em tempos atuais quem possa tirar água de pedra, o termo está baseado no princípio bíblico e é realmente a realização do “impossível”.

Anúncios

Gostou? Deixe seu comentário será uma honra!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s