Será tudo Política?!

sera politica

Caro leitor, será que podemos dizer que tudo que ronda nossa sociedade, todos os acontecimentos que nos favorecem ou nos prejudicam é um ato político?

Ontem, aguardava passar minhas compras em um caixa de supermercado e na fila ao lado não pude deixar de escutar dois senhores conversando sobre o aumento de preço das coisas, e ambos discutiam a falta de oportunidade que o Brasil dá aos nós brasileiros, chegaram a comparar com outros países (tomando como base telejornais) e atribuíam a culpa do aumento dos preços, falta de água e energia elétrica “é tudo político!”.

Na inquietude dos meus botões, pensei comigo por alguns instantes que se for assim, tudo em nossa vida é um ato político? Durante a Ditadura Militar os brasileiros de esquerda se denominavam apolíticos, sejam eles para sobreviver ao poder ditatorial ou por ter genealogias de positivismos. Surgiu então na educação, nas comunicações, engenharia entre outros a famosa “solução técnica” em resposta as avarias das soluções políticas.

Mesmo longe da Ditadura, não corremos qualquer perigo de retornar a ela. Mas o Brasil se tornou um país técnico, temos “soluções técnicas” que associamos a política. A educação é sempre um “ato político”, a negação à  política é um “ato político” etc.

Na democracia antiga, a felicidade de qualquer individuo era inseparável da vida coletiva. Os gregos decidiam seus assuntos nas Ágoras (assembleias) por intermédio de sorteios. Na atual democracia, não podemos associar a felicidade individual com a vida social coletiva, pois a modernidade foi dividida em esferas de valores, a saber: estética, ética e saber.

No meu ver, a estética deixou de pintar quadros religiosos, a ética se dividiu da moral que ficou sob responsabilidade da religião e a ciência que deixou de ser uma atividade subordinada à religião. Portando dizer que “tudo é político”, não se aplica na nossa sociedade hoje em dia pelo seguinte fato: A felicidade individual nada tem a ver com a política.

Aliás, reparem que hoje em dia é muito comum ver certo distanciamento entre os eleitores e seus ditos representantes na sociedade, mas vale lembrar que no modelo atual de democracia (brasileiro) não somos nós quem escolheu os candidatos, mas sim os partidos. Nós apenas escolhemos o que já foi previamente determinado.

É verdade que algumas pessoas se oportuna de ocasiões e burlam leis, taxam mercadorias maiores do que o praticado no seu segmento de mercado, o objetivo é simples: sempre lucrar com tudo e com todos. A questão é sempre “ganhar 50%” ou até mais sobre qualquer produto que venda, por quê? Horas, tem gente que compra! Cabe a cada cidadão vigiar e denunciar aos canais competentes e estar atento que nem “tudo é politica”.

Anúncios

Gostou? Deixe seu comentário será uma honra!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s