Ao dia Internacional da Mulher

Dia Internacional da Mulher

por Robson Joaquim

Na semana em que se comemora o dia Mundial da Mulher, é também dedicada à semana da mulher, vale refletir sobre suas árduas batalhas para conseguir espaço dentro da sociedade, que nos primórdios era uma sombra do homem na sociedade, e timidamente foi se abrangendo dentro das indústrias, colégios, fábricas, esportes e até os cargos políticos de grande importância mundial.

A mulher deixou de ser o sexo frágil para ter suas próprias conquistas, baseados em seus desejos e vontades próprias, tirando exemplos a não ser seguidos dentro de casa por irmãs mais velhas, ou tomando como espelho a mãe ou avós. Procuram cada vez mais independência e o casamento, o sonho do véu e grinalda é cada vez mais raro.

Conheço mulheres que estão no comando de grandes empresas, e orquestram os negócios com perfeição, são arriscadas, guerreiras e topam grandes desafios e metas. Não deixam nada a desejar, estudam, planejam e até abrem o seu próprio negócio, quando se tem filhos à força de vontade é ainda maior.

Certamente uma grande conquista, se olharmos o quanto a mulher ficou, digamos ‘congelada’ no tempo por causa de machismos e influência de uma sociedade conservadora, hoje uma executiva é capaz de sair da empresa, passar no colégio apanhar o filho e em casa, fazer um jantar fantástico, coloca as roupas para lavar, arrisca até passar a roupa enquanto manuseia seu tablet ou assiste à novela preferida. A mulher nunca foi o sexo frágil, só não teve a oportunidade que sempre foi sua por direito.

Hoje a mulher está sendo muito bem aceita na sociedade, ganhou forças (conquistadas por elas mesmas) seja no âmbito religioso, político ou societário. Com a teoria afinada na ponta da língua e a prática das suas atividades no mercado de trabalho é digna de respeito.

Claro que algumas mulheres ainda sofrem em demasia, apanha do seu parceiro, é abandonada com filhos pequenos, passam fome entre outras situações constrangedoras, para proteger do seu parceiro foi criada a lei Maria da Penha, que tem ganhado força com o passar destes anos, e nesta semana é a deixa para que toda mulher tenha conhecimento às ferramentas e órgãos protetores a sua pessoa como na Saúde a prevenção do Câncer do colo do Útero, que mata cerca de 7 mil mulheres todo ano.

Há muito a se conquistar nas próximas gerações: Vagões nos trens e metrôs exclusivos, Condições de higiene aceitável em locais públicos e Proteção a retaliação de uma denúncia contra seu parceiro por exemplo. Hoje, inúmeras mulheres sofrem caladas porque se denunciar o parceiro, em poucos dias devido à justiça falha deste país ele está à solta novamente e ameaçando sua dignidade.

Parabéns Mulher, suas conquistas fazem uma vida mais justa perante a sociedade! São teus também os outros 364 dias.

Anúncios

Gostou? Deixe seu comentário será uma honra!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s